Pensar em um nome não foi um processo assim tão simples. Na realidade, de todo o desenvolvimento do blog, esta, provavelmente, foi a etapa que mais se estendeu.

A idéia de fazermos este blog juntos surgiu durante uma conversa no gtalk, em uma madrugada de insônia. Nos encontramos por lá e passamos a pôr a conversa em dia. Papo vai, papo vem, ambos informamos que estávamos pensando em fazer um blog. O que, dê início, já é uma coincidência. Mas que poderia, muito bem, não passar disso, não fosse a verdadeira coincidência, que constatamos na sequência.

Como “bons” alunos de Comunicação, ambos queríamos falar sobre a própria. E não exatamente falar sobre ela, mas sim fazer do blog uma ferramenta de reflexão sobre esta tão fértil área. Queríamos poder ler os fatos cotidianos de um ponto de vista comunicacional e, com isso, desenvolvermos um pensamento a respeito. Coincidência, não?

Descoberto isso, fazermos o blog juntos foi, praticamente, obrigatório.

Inicialmente havíamos pensado em “RePense” como o possível nome. Mas não era um nome que nos fizesse ficar satisfeitos. Seguimos pensando e então, depois de passarmos por algumas idéias pouco felizes, chegamos a “Nada Banal”.

Por quê? Porque entendemos que, ao nos propormos a refletir sobre assuntos que permitam (ou que demandem) um olhar comunicacional, poderemos ir além da notícia, do fato, e agregar a ela uma visão crítica, que extrapola a percepção do que parece ser e se propõe a enxergar o que pretende ser. Sabe aquilo de “existem mais coisas entre o céu e a terra do que nossa vã filosofia pode compreender?” Pois é, o que pretendemos aqui é discutir, ao menos um pouco, sobre estas coisas a mais, quando pensamos em Comunicação. Queremos uma visão não convencional, nada banal dos fatos. Por isso “Nada Banal”, um blog sobre assuntos “não tão complexos, muito menos simples.”



%d blogueiros gostam disto: